Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Pais Chatos, bah!

Desculpem-me mas há gente que não se enxerga, designadamente papás de meninos meus. Se fossem coçar a micose, faziam algo mais útil.

 

Estou eu a dar uma aula muito sugadita e feliz e contente, quando me bate uma auxiliar à porta a dizer que a mãe-chata do batatinhas-quentes-na-boca estava ao telefone a perguntar se eu a podia receber hoje. É que me tinha mandado um mail e eu não tinha respondido.

 

Epá fiquei logo com os pêlos eriçados e com a mostarda a chegar ao nariz. Afinal, ontem tinha estado a ver os mails ao fim da noite e o único que lá estava era aquele em que me dizia que o filho me iria dizer porque não fez os TPCs. Indaguei o miúdo acerca disto, que olhou para mim muito espantado, completamente a leste do assunto. Ok. Além de chata ainda parece ter o epíteto de Pinóquia… I guess

 

Ninguém grama a mãe-chata lá no colégio porque ela é mesmo chata. É daquelas que vai ter connosco para nos fazer perder o nosso precioso tempo porque não percebeu se “aquela letra era um A ou um O” e não conseguia perceber pelo contexto o que era. Estão a ver o género?

 

Mandei logo recado a dizer que não a poderia receber depois das aulas. Alguém me paga para isso? Não. É um favor que faço e só se me apetecer. Alguém me perguntou se eu me sentia em condições? Não. Estou com uma constipação enorme e com febre. A coisa que mais me apetecia era chegar a casa. Existe mais alguma forma de entrar em contacto comigo, sem me fazer perder tempo e aturar chachadas? Há. O mail. E posso estar a dar aulas e a consultar e responder a mails ao mesmo tempo? Não. Ou faço uma coisa, ou faço outra. Por uma questão de profissionalismo. Por uma questão de respeito aos meus alunos que ali estão para aprender e não para me ver a responder a mails dos pais.

 

A desgraçada da auxiliar teve de subir não sei quantas vezes as escadas para me vir perguntar quando a poderia receber. E eu reafirmei o que já tinha dito: hoje não a iria receber e esta semana também não. Como o batatinhas-quentes-na-boca vai ter teste esta semana, a mãe-chata deve estar com o “cuzinho” apertado (desculpem-me a expressão). É que o seu precioso menino-ai-jesus não tem feito os TPCs da minha disciplina e sempre que ele não os faz, recebe um mail meu. E três TPCs seguidos por fazer, é dose. Ainda mais se eles estão publicados online e é só ir lá ver. Já que gosta tanto de usar as novas tecnologias…

 

E começo a pensar se a mãe-chata não será mentirosa compulsiva. Nem imaginam o que ela disse do filho, o melhor claro, e que o menino na escola onde estava não falava e se portava muito bem (nas minhas aulas, se tivesse duas bocas para falar mais e se eu fosse surda, seria o aluno mais feliz do mundo). O pior é que a mentira tem perna curta e o director e a professora leram o relatório da outra escola: afinal o menino é diametralmente oposto ao que ela dizia ser na outra escola!

 

Entretanto, na secretaria continuavam a insistir que marcasse um dia para a atender a gaja, quase obrigada, quase com uma faca ao pescoço. Olha que bardam€rd@! Cheguei ao ponto de ter que dizer que estava a dar formação e que não a podiam receber depois das aulas. Anyway, mandei recado a dizer que depois lhe mandava um mail a dizer quando a poderia receber. Agora pergunto-vos eu: acham que esta mãe merece que eu desperdice o meu precioso tempo para ouvir as suas lamúrias? O que é que vocês fariam?